Onde está você?

quinta-feira, 25 de março de 2010

Cada caneca de café se torna infinita
Não durmo mais
Não vejo mais seus olhos em meus sonhos
A realidade se tornou fria demais ao toque
Cada vez me afundo mais nas trevas atrás de você
Diga, grite ou sussurre
Eu quero ouvir sua voz uma vez mais
Mesmo que seja uma única e ultima palavra


Não olho mais pro céu
Quem eu procuro está aqui embaixo
Torno a repetir as palavras esquecidas
Não consigo mais ficar sem você


Acho que a vida não é mais a mesma
Algumas vezes queria não ter te conhecido
Permaneceria numa falsa realidade
Me enganando

Onde está você?
Me pergunto todos os dias e noites

1 comentários:

Mrs. Doll disse...

Sua melancolia é contagiante... Mas adoro! Simplesmente adoro degustar as suas palavras... uma a uma... Desmedidamente doces deliciam a alma! :)


... E às vezes mergulho de tal modo em suas poesias, em trechos, que vejo-me atrás das grades que formam as palavras... E o mais perturbador é o fato de isso não me incomodar.

Baci per te! =**

Postar um comentário