Onde está você?

quinta-feira, 25 de março de 2010

Cada caneca de café se torna infinita
Não durmo mais
Não vejo mais seus olhos em meus sonhos
A realidade se tornou fria demais ao toque
Cada vez me afundo mais nas trevas atrás de você
Diga, grite ou sussurre
Eu quero ouvir sua voz uma vez mais
Mesmo que seja uma única e ultima palavra


Não olho mais pro céu
Quem eu procuro está aqui embaixo
Torno a repetir as palavras esquecidas
Não consigo mais ficar sem você


Acho que a vida não é mais a mesma
Algumas vezes queria não ter te conhecido
Permaneceria numa falsa realidade
Me enganando

Onde está você?
Me pergunto todos os dias e noites

Desejo

quinta-feira, 11 de março de 2010

E mais uma vez fico calado
Esperando um momento que nunca se aproxima
Não sei como dizer o que quero
Não sei te dizer
Eu te desejo

Passam os dias
Por mais que nossas conversar durem
Me sinto distante
Seria isso apenas uma variável
Ou seriamos totalmente inconstantes?

Toda noite só imagino um nome
uma pessoa
Um desejo
Seu beijo

Não diferencio ilusão de sentimento
Poucas são as certezas
Sei que te quero a cada momento

...

segunda-feira, 8 de março de 2010

No começo jurei que era brincadeira
Pensei que não era uma verdade
Achei que só vazia isso à sua maneira
Agora fico acordado até tarde
Imaginando seu rosto


Palavras mal expressam a intensidade do meu desejo
Anseio por sua pele
Seus olhos
Seu beijo


Há tanto tempo que te amo
Tanto tempo que me lembro
Ao mesmo tempo parece nunca ter existido
Ah aquele setembro...


Ponha palavras em minha boca
Dê sentido à minha existência
Há tempo, tanto tempo
A vida mudou
Não há mais inocência


Há a vida
Há o amor
Eu
Talvez você

Silêncio, horizonte e destino...

domingo, 7 de março de 2010

Não sei dizer para onde o vento sopra
Não sei onde você está
Mas queria estar aí contigo
Talvez a noite seja mais sombria sem você
Não quero ser só um amigo
Por onde você andou?


Queria sentir o seu cheiro
Segurar sua mão macia olhando o horizonte
Me perco olhando o além
Sozinho
Mas não vejo ninguém


Algumas vezes fico pensando
"Está tudo bem?"
Passar os dias perdido
Mas esperando por quem?


Um dia irei lhe buscar
Andarei por todas as estradas
Andarei em passos incertos até você
Para no fim poder lhe ver
Cair em seus braços ao lhe beijar
Perder os sentidos e sorrir


E o som do silêncio não mente
É você quem falta
É seu beijo que quero
O desejo corta
A saudade rasga
Agora nada mais me resta


A dor é o que me desperta
Não sei se é bom dormir
Sonhar com você e acordar só
Ou ficar acordado
Esperando embreagado