Errei, perdi...

domingo, 24 de janeiro de 2010

Aqui estou eu, de novo.
Reclamo de fantasmas do passado.
Aquilo que errei.
Aquilo que perdi.
Aquilo que um dia foi sagrado.
Não consigo esquecer, você não perdoa.
Estamos empatados.
A vida segue pior.
Mas segue.
Tento inovar mas me sinto o mesmo traste.
O mesmo trapo.
Nada é para sempre, nem o adeus.
Espero que isso seja verdade.

0 comentários:

Postar um comentário