Mudança

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Quando um ser humano fica sozinho tudo que ele teme é seu passado.
A razão começa a tomar forma e velhas feridas são mais uma vez abertas.
Certas felidas nunca se fecham.
O orgulho próprio nunca se recupera ou tem uma recuperação extremamente vagarosa.
Nesses momentos você decide mudar.
Você dedice inovar.
Você muda.
Deixa aquilo para trás e se machuca de novo e de novo.
Por que mudar?
Há alguma mudança que não machuque?

0 comentários:

Postar um comentário