Pensamento

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Em mais uma noite chuvosa fico parado olhando para o teto.
Eu não tenho ninguém.
Eu não sou de ninguém.
Isso vale algo?
Por que não me sinto bem assim?
Como eu preciso de alguém...
Como eu preciso gostar de alguém.
Preciso que gostem de mim.
É a vida.
É a solidão.
De que vale a vida se a maior parte dela perdemos solitários?
De que adianta passar por vários momentos importantes sem alguém que valha a pena por perto para comemorar junto ou para chorar junto?
Por isso eu me calo e fico pensando.
Talvez um dia só o pensamento mude o mundo.

0 comentários:

Postar um comentário