Retorno ao nada

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Palavras digitais entre nossos destinos.
O que tenho feito é certo?
Ficar indo atrás de você, perseguindo meu sonho dia após dia e dormindo com o coração pesado noites a fio.
Eu sempre estive aqui por você, mesmo com essa vidraça nos separando.
Não sei se te magoei, sinto falta de ti, sinto falta de um mundo onde eu pudesse ser feliz contigo.
Perdi minhas esperanças, só me resta uma retirada.
Iria implorar para não me deixar só, mas isso é inútil.
Talvez a distância apague minha tristeza, minha ingenuidade ou minha covardia.
Perdoe-me.
Eu te amo.
Adeus?

0 comentários:

Postar um comentário